Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

4.3.09

O POETA NUNCA MORRE

Por
Luiz Alpiano Viana
*
O poeta nunca morre, pois é assim que dizem os saudosos. Ele estará sempre presente no coração de cada um de nós. Sua obra é o combustível que aciona os leitores e termina inundando de lágrimas os olhos de quem ler.
*
Dizem que o poeta sabe o dia de sua morte, e por isso faz registro de tristeza de saudade. O que ele não sabe é que seus poemas incentivarão, mais ainda, o leitor a chorar amargamente sua perda.
*
Palavras de Costa Matos na inauguração da Praça Sebastião Matos: Eu devia ter escrito... eu devia ter pensado... eu devia não dizer nada...
*
Como imaginar que um homem de sua envergadura deveria ter escrito o que falar! Da mesma forma, sua invejável cultura dispensaria o pensar quando o improviso é o seu mais forte instrumento de comunicação! Sem dúvida nenhuma, naquela hora, não deixaria de falar para não dizer nada. Ele não seguiria, jamais, essa linha de comportamento, dado o seu potencial literário.
*
Costa Matos tinha o trabalho como oração e por isso mesmo deixa um cabedal de obras em prosa e outras tantas joias em poesias de nomeadas. Ler tais maravilhas significa enriquecimento cultural; acondicioná-las em lugar seguro, e de destaque, é respeitar seu autor e conduzi-lo no topo dos mais lidos do mercado editorial.
*
O tempo conservará no arquivo de doces lembranças, o trabalho de um homem que sempre se honrou diante do que produziu. A belaza das rimas, a disposição dos versos, o toque singelo da seriedade de um poeta que emudece para o mundo material, mas que permanecerá vivinho no coração de seus admiradores de última hora.
*
O Professor continuará para sempre como nosso mestre. Em momento algum se deixou envaidecer por ser poeta. O Escritor que escreveu de manhã, de tarde e de noite, às portas fechadas, no primeiro andar de seu sobrado em Ipueiras, precisava mesmo de tempo e de isolamento para seu trabalho dar frutos de qualidade.
*
Somente agora se sabe que para ser poeta e escritor como ele, tem que sofrer as duras penas dos pequenos e grandes críticos que julgam saber tudo e nada sabem.
*
Quem quiser seguir as pegadas do Professor terá que ser humilde de coração, pequeno de egoísmo, mas de disciplinada aspiração futurística como ele foi.
*
Esteja com Deus, Professor!
________________________________
A presente foto de Costa Matos foi obtida no Diário do Nordeste, de Fortaleza, ontem (a foto é de Everton Lemos, do dia 11/03/1987)
________________________________
Luiz Alpiano Viana, é um ipueirense apaixonado por sua terra natal. As suas memórias e saudades de Ipueiras estão sempre presentes em suas crônicas, a exemplo de “Saudade” e “O astuto cirurgião”, narrativas que trazem de volta velhas e boas recordações. Tendo morado na cidade de Crateús/CE e em Brasília/DF, atualmente reside em Forteleza/CE e é funcionário aposentado do Banco do Brasil.

5 Comentários:

Blogger Jean Kleber Mattos disse...

A homenagem de outro grande colaborador do blog Suaveolens, Luiz Alpiano Viana, que conviveu, ainda menino, com o poeta em Ipueiras.

4.3.09  
Blogger Dalinha Catunda disse...

Alpiano,
O poeta se vai mas renascerá em nossos corações a cada poema lido.
Um abraço,
Dalinha

9.3.09  
Anonymous Anônimo disse...

Obrigado, Alpiano, pela grande homenagem que presta ao meu pai esse seu artigo de altíssimo nível sentimental e literário. Todos da família nos estamos felizes com a sua lembrança. Carlito Matos.

13.3.09  
Anonymous Anônimo disse...

Luiz,parabéns por tão lindo artigo.Muito sentimento que vc colocou!beijos

12.4.09  
Anonymous Graça Chaves disse...

Luiz,parabéns por tão lindo artigo.Muito sentimento que vc colocou!beijos Graça Chaves

12.4.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial