Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

8.4.08

MANHÃ DE ABRIL

Por
Dalinha Catunda

Manhã radiante,
Brisa refrescante,
Entrando pela Janela.

A Brisa eriça meus pelos,
Desmancha meus cabelos,
E leva embora as mazelas.

Carinhos da natureza
Chegam com singeleza
Dizendo que a vida é bela.

Por isso sigo em frente,
Se tenho porção carente,
Esqueço, e não dou trelas.

____________________________________
Foto: Dalinha na lagoa, do acervo da poetisa
____________________________________
Maria de Lourdes Aragão Catunda – POETISA, ESCRITORA E CORDELISTA. Nascida e criada em Ipueiras-CE, conhecida popularmente como Dalinha Catunda, vive atualmente no Rio de Janeiro. Publica nos jornais "Diário do Nordeste" e "O Povo", nas revistas "Cidade Universidade" e "Municípios" e nos blogs: Primeira Coluna, Ipueiras e Ethos-Paidéia. É co-gestora convidada do blog Suaveolens, além de ter blog próprio (cantinhodadalinha.blogspot). É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

5 Comentários:

Blogger Jean Kleber Mattos disse...

Poesia singela e bonita. Esta eu gostei especialmente, Dalinha.

9.4.08  
Anonymous Ângela disse...

Dalinha é sempre um prazer ler suas poesias e um orgulho constar ao seu lado. Abraços.

13.4.08  
Blogger Dalinha Catunda disse...

Obrigada Ângela,
Somos as saias a levantar nossa bandeira nesse mundo de calças atuantes.
Ainda bem que a porção femenina de Jean Kleber falou mais alto e nos concedeu esse espaço onde a democracia reina dignamente.
Um abraço,
Dalinha Catunda

14.4.08  
Anonymous Raimundo Antonio de Souza Lopes disse...

Oi,
li a de ângela e através de seu comentário, vim ler a sua. Ganhei. Perfeita poesia que exalta o frescor das manhãs e o viço alegre das coisas da natureza. Linda!

Abraço,s
Raí.

21.4.08  
Blogger Dalinha Catunda disse...

Olá Raí,
Apesar dos apelos constantes de uma mídia gritando a infelicidade, eu ainda consigo me encantar com a natureza e renascer a cada manhã.
Valeu pelo comentário.
Abraço,
Dalinha Catunda

22.4.08  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial