Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é professor da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

9.3.08

ONDE NASCE O RIO JATOBÁ

Por
Bérgson Frota

.
No livro Terra dos Clones e outras estórias o escritor ipueirense Frota Neto inicia o conto Mariazinha do Poço, assim escrevendo: “O Jatobá é um rio de areia que só se enche d´água uma vez, no inverno, e quando enche, de ano em ano. Ele não banha, corta Macambira ...”, nome fictício este, com o qual o escritor se refere à Ipueiras.
.
Em Versos versus minha Vontade, livro poético de Jeremias Catunda se lê no trabalho “Minha Terra”, precisamente na segunda quadra : “Charmoso corre o velho Jatobá ... / Sereno às vezes, às vezes violento / Como se Tritão raivoso, ciumento, /A ninguém mais deixasse se banhar.”
.
Tanta importância ao tão citado rio talvez se dê pelo fato único deste nascer em Ipueiras, precisamente no coração do município. .
.
Os dois trechos sobre o rio Jatobá mostram o quanto o rio ipueirense, embora passe mais tempo seco do que cheio, visto ser sazonal, toca com profundidade a verve poética e a prosa dos filhos da terra.
.
Quando o rio do Engenho, barrento, revolto, vindo dos sertões e várzeas cruza a ponte que leva ao bairro Vamos-Ver, junta-se a um outro, o rio Pai Mané, de águas límpidas e ácidas vindas da azulada Ibiapaba.
.
É desta união que surge o Jatobá, descendo então com águas mornas e barulhentas às vezes barrentas outras silenciosas e cristalinas. .
.
Fazendo um trajeto sinuoso corta a ponte do Idálio e desce trazendo nas primeiras levas de chuva, bolas de juá, fruta lodosa e farta, misturada a mutambas negras que vão se espairar nas areientas e outras vezes barrentas margens das Crôas e das terras do Lamarão quando mais embaixo chega.
.
Serpenteando pelo município o rio mais além de que antes entrava no Acaraú, quando cheio hoje já deságua no açude Araras, marcando neste trajeto em épocas invernosas as rotas de piaus e curimatãns carregadas de ovas, prateadas branquinhas que rio acima se lançam em direção às cabeceiras do mesmo.
.
Assim é o Jatobá, o rio de Ipueiras. Seco na maior parte do ano, mas quando cheio, um espetáculo borbulhante e roncador, fazendo grandes redemoinhos no seu “desfilar” como se nesse percurso afirmasse com mais força seu renascimento a cada nova estação chuvosa.
.
(Publicado no jornal O Povo em 16.08.2006)
______________________________________
*A foto pertence ao acervo do autor. Mostra o rio Jatobá em plena cheia. Ao fundo, o Morro do Cristo.
______________________________________
BÉRGSON FROTA, formado em Filosofia/Licenciatura pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e em Direito pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), é um prestigiado cronista ipueirense e pesquisador da história e da geografia do Ceará, especialmente da cidade de Ipueiras. É professor visitante da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e professor de Grego Clássico no Seminário da Prainha - Fortaleza.

9 Comentários:

Blogger Jean Kleber Mattos disse...

Mais uma contribuição do escritor e pesquisador Bérgson Frota,desta vez sobre o nosso querido rio Jatobá. Nossos agradecimentos ao autor.

13.3.08  
Anonymous Marcela disse...

Um belo artigo, que o inverno traga vida nova ao nosso povo. Salve o rio Jatobá !

14.3.08  
Blogger Akinogal disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

15.3.08  
Anonymous Webcam disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

16.3.08  
Anonymous Akinogal disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

19.3.08  
Anonymous webcam disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

19.3.08  
Blogger Jean Kleber Mattos disse...

Bérgson, excluí quatro comentários SPAM, em inglês, de origem desconhecida e portadores de vírus.

19.3.08  
Anonymous Pedro Ailton disse...

Trabalho oportuno de ser revisto e lido. No tempo de inverno as cheias do Jatobá me dão saudades. Parabéns velho brother.

21.3.08  
Anonymous Anônimo disse...

salve rio Jatobá!

15.2.13  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Início