Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

17.7.14

A Mentira das Aparências Sensoriais


Louvação a André Breton
(A Mentira das Aparências Sensoriais)

Por
José Costa Matos

A flor, o mar, o rosto de meu filho,
pão na mesa, o retrato de meu pai,
o circo, a vaca a olhar o pé de milho,
o azul da serra, a névoa que se esvai;
a igreja, o sino, o padre, o mapa, o trilho
sob a pedra que finge, mas não cai;
a pupila estrangeira do andarilho,
a carta sem razão que já não vai;
judas, a queima, a Festa de Aleluia,
meus banhos de menino, a grota, a cuia,
bênçãos brancas da preta Juliana ...
Nada disso, em verdade, eu vi no mundo!
Faltou-me a luz e aquele olhar profundo,
 mais forte que a ilusão da raça humana!

***

Na foto, do acervo do filho Carlito Matos, o poeta Costa Matos almoça com seus familiares. 
Este poema foi musicado por Carlito Matos, engenheiro, compositor e cantor.


José Costa Matos nasceu no dia 29 de outubro de 1927, em Ipueiras. Formado em Letras Anglo-Germânicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC), ensinou em diversas instituições de ensino em Fortaleza e no Interior, além de ser funcionário público do Tesouro Nacional. Também fundou em sua cidade natal a Escola Normal Rural e o Colégio Otacílio Mota. Era casado com dona Maria Alderi Moreira Matos. Quando faleceu em 2009 deixou quatro filhos e sete netos.
Autor de vários livros de prosa e poesia, em que o sertão se configurava como paisagem principal, ele ocupava a cadeira número 29 da Academia Cearense de Letras (ACL). Ganhador de diversos prêmios no Ceará e em outros estados, também era sócio honorário da Academia Fortalezense de Letras. Costa Matos ocupava o cargo de 1º vice-presidente da Academia Cearense de Letras na gestão de Pedro Henrique Saraiva Leão.

2 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Maravilha, meu primo. O nosso Poeta está feliz.

19.7.14  
Blogger Jean Kleber disse...

Com certeza. Grande abraço, primo Carlito !

19.7.14  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial