Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

9.5.11

CARTA A MINHA MÃE

Por
Dalinha Catunda

Minha querida mãezinha.
Que mora em meu coração
Aqui nestas poucas linhas
Relembro com emoção.
O tempo bom ao seu lado
Singela recordação.
*
Feito em panela de ferro
O seu arroz temperado.
Com queijo bem derretido,
Aquilo era um pecado
Eu brigava pra raspar
Da panela o pregado.
*
A gostosa malassada,
A tal cabeça de galo,
A comidinha de mãe,
Que era o meu regalo...
E a farinha de pipoca?
Com ela ainda me entalo!
*
Lembro você costurando,
Pra vestir suas mocinhas,
E sempre nos ensinando
Chuleados e bainhas.
E nos bailes da cidade,
Bailávamos como rainhas.
*
Mulher atualizada
Pra nossa felicidade.
Nossas vestimentas tinham
O tom da modernidade.
Shorts e mine-saias
Estreamos na cidade.
*
Namorar não foi problema,
Tínhamos a permissão.
A sua cumplicidade,
Tirava-nos da aflição.
Pois tendo pai bem severo
Era você a salvação.
*
A nossa maior riqueza
Era nossa alegria.
E com certa liberdade,
Dona vida nos sorria
E você, minha mãe,
Era nossa garantia.
*
Poderia falar mais.
Pois vai longe nossa história,
Mas quero dizer apenas.
Você foi e é nossa gloria,
E responsável direta
Por nossa luta e vitória.
*
Aqui fico mãe querida,
Desejando de coração
Que cada filho seu tenha,
Minha mesma gratidão
E lhe apóiem na velhice
Estendendo-lhe a mão.

*
Imagem: Virtuallost.com
Texto: Dalinha Catunda (Foto)
Visite também:
http://cantinhodadalinha.blogspot.com/
www.cordeldesaia.blogspot.com
www.rosariocordel.blogspot.com

2 Comentários:

Blogger Jean Kleber disse...

Seguindo com as homenagens às mães, apresentamos os belos versos da poetisa Dalinha Catunda em sua homenagem à propria mãe. Desfrutem.

9.5.11  
Anonymous Bérgson Frota disse...

A poesia de Dalinha se faz com rima, sentimento , reciprocidade e respeito. Mais uma vez parabéns querida amiga.

9.5.11  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial