Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

25.7.10

AMOR SEM FIM

Por
Luiz Alpiano Viana

Se o amanhã não vier,
é porque atendi ao chamado do Mestre.
Mas se eu não for,
contigo estarei e te levarei orquídeas do cerrado,
colhidas nas primeiras horas do amanhecer.

A caminho já está o velho entregador de rosas.
Das mais belas que encontrei,
numa vi teus olhos;
noutra, o sabor de teus beijos;
e na mais simples, a tua timidez de mulher feliz
e encantadora.

À noite, a lua – às pressas – tece nosso cobertor de linho,
e a praia como leito dos antigos poetas
envaidece-se por nos acolher sozinhos.

Todo o sentimento de mulher que tens
não divulgues por ser o antídoto de minha tristeza!
Quando dela sofro,
Logo cuidam tuas mãos de um carinho que cura
e sara sem mesquinhez.

Se lograr êxito meu desejo,
e tuas mãos se sentirem nas minhas,
o cântico melodioso da floresta ressoará sobre nós
e nos carregarão nas asas, os passarinhos.

Se as luzes de meus olhos te alcançarem,
é porque diluíram nossos sonhos em puro vinho.
E o amargo nas taças que eu encontrar,
haverá de estar comigo até o fim.

Aumenta, meus desejos, minha ansiedade.
Não fujas dos sonhos de minha alma
que se acendem como um raio com teu jeito de mulher.
Peço-te que me ames, que me beijes,
que me cheires, que me abraces.

Os versos que profiro de memória
são o perfil de quem ama sem melindres.
Tenho crido que o lugar onde moras
há muitas flores, lagos e jardins

Não voltes mais feia nem mais magra;
não voltes mais gorda nem mais bonita.
Mas volta tu mesma com tudo e mais,
que mesmo assim serás bem vinda!

______________________________

Foto site:zhuhai.expat9.com/files/slideshow/Endless%20Love.jpg
______________________________

Luiz Alpiano Viana, é um ipueirense apaixonado por sua terra natal. As suas memórias e saudades de Ipueiras estão sempre presentes em suas crônicas, a exemplo de “Saudade” e “O astuto cirurgião”, narrativas que trazem de volta velhas e boas recordações. Tendo morado na cidade de Crateús/CE e em Brasília/DF, atualmente reside em Forteleza/CE e é funcionário aposentado do Banco do Brasil.

1 Comentários:

Blogger Jean Kleber disse...

De volta os emocionantes e românticos versos de Luiz Alpiano.Desfrutem.

25.7.10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial