Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

3.6.10

A FILOSOFIA E OS FILÓSOFOS

Por
Bérgson Frota

Publicado no O Povo em 28.11.2009

A Filosofia como carreira a seguir no campo docente é uma escolha merecedora de todo mérito que infelizmente uma parte da sociedade hodierna procura marginalizar por conviver com um conceito superficial do que vem a ser de fato o filosofar, sua função e a função dos filósofos para a transformação da sociedade que não nos nega sua dinâmica.

Cabe à filosofia o papel questionador indispensável ao desenvolvimento em qualquer área de conhecimento.

Ser filósofo não é discutir “o sexo dos anjos”.

A função do filósofo é questionar, dentro de parâmetros lógicos, o modo de ser de um fenômeno e o por quê desse modo de ser.

Na realidade, a filosofia é a base de toda ciência. É nela que estão inseridos os instrumentos primários da observação, pesquisa e conclusão de qualquer obra do pensar humano.

Os filósofos questionam uma realidade que parece estática, mas permanece em constante mutação.

Nesta concepção, encontram os meios para dirigir o processo evolutivo de uma ordem posta como finalizada e estática.

Ser filósofo é não aceitar um dado antes de pôr sobre ele os instrumentos lógicos de que o raciocínio nos capacitou. É apreciar o fenômeno dado de forma detalhada e segura, para só assim passar da hipótese à tese.

A filosofia deve ser respeitada como a ciência mater, pois seu surgimento foi o produto dos primeiros questionamentos humanos em sua tentativa de romper com o mito escravizador.

Na alegoria da caverna, um trecho célebre do livro “A República”, de Platão, é narrado o processo sofrido pelo homem para alcançar o saber verdadeiro.

É um processo árduo em que poucos se aventuram, uns por comodismo outros por medo, mas que recompensa de forma grandiosa aos destemidos que finalizam sua meta.

A filosofia enriquece e valoriza o homem por utilizar como instrumentos as capacidades cognoscentes latentes no raciocinar.

A filosofia é humanista, é produto da mente humana e companheira eterna de sua existência enquanto espécie.

O grau de desinformação desta ciência no âmbito popular é notório, porém deve-se deixar claro que o ato de questionar, norma primeira do filosofar, é extremamente válido em qualquer área, para que se busque a verdade do que se procura e, sempre que se questiona, sem perceber, filosofa-se.

Eis uma forma simples de entender o que é a Filosofia.

_______________________________________
Foto do pensador: site pensarseixal.files.wordpress.com\2009\03\o-pensador.jpg
_______________________________________
Bérgson Frota, escritor, contista e cronista, é formado em Direito (UNIFOR), Filosofia-Licenciatura (UECE) e Especialista em Metodologia do Ensino Médio e Fundamental (UVA), tem colaborado com os jornais O Povo e Diário do Nordeste, desenvolvendo um trabalho por ele descrito de resgate da memória cultural e produzindo artigos de relevância atual.

7 Comentários:

Blogger Jean Kleber disse...

Uma verdadeira aula. Artigos assim enriquecem e honram nosso blog. Parabéns professor Bérgson.

3.6.10  
Blogger A R Gurgel disse...

A Filosofia, hoje obrigatória no Ensino Médio, ainda precisa encontrar sei verdadeiro espaço na sociedade atual. O que vemos são aulas sobre tudo e nada e a filosofia sendo "ensinada" como uma coisa sem valor nenhum. Seu artigo está ótimo e merecia ser lido por todos que trabalham em educação, quem sabe assim abraçariam este nobre causa que é ser professor de filofosia. ABraços.

3.6.10  
Anonymous Paulo Mendes disse...

Gostei do texto, sou professor de filosofia em Oeiras-PI. Imprimi o artigo para trabalhar na sala de aula, respeitando os créditos do autor. Parabéns pela divulgação.

5.6.10  
Anonymous Gorette Menezes disse...

Um presente para quem ama a filosofia.

6.6.10  
Blogger Dalinha Catunda disse...

Olá Jean Kleber,

É sempre gratificante ler os escritos de Bérgson. Ele está sempre atenado e sempre se aprofunda em tudo que discorre.

Parabéns ao Bérgson pelo texto e a você, Jean, pela postagem.
Dalinha Catunda

6.6.10  
Anonymous Rita de Cássia disse...

Parabéns pelo artigo, ficou fácil se explicar a filosofia de uma maneira soft, também imprimi e vou trabalhar em sala de aula.

Rita de Cássia
Sena Madureira - ACRE

7.6.10  
Anonymous Pedro Ailton disse...

Um trabalho excelente,já conhecia noutro blog. Parabéns velho.

9.6.10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial