Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

28.4.14

PROFESSOR AURINO DE OLIVEIRA CARDOSO. UMA HOMENAGEM.

Por
Jean Kleber Mattos

Faleceu há mais ou menos dez dias, o engenheiro agrônomo, professor aposentado da UnB, Aurino de Oliveira Cardoso.

Quando cheguei à Brasília em 1968 em busca de emprego, trazia da Bahia uma recomendação de meu colega, também agrônomo, Sergio Nobre de Andrade, para procurar o colega Aurino de Oliveira Cardoso, que trabalhava na Universidade de Brasília (UnB). De fato, Aurino deixara a UnB e trabalhava então na Fundação Zoobotânica do Distrito Federal, onde vim a trabalhar, tendo-o portanto como colega. Alegre, comunicativo, sem maldade, via-o como uma pessoa iluminada. 

Pesquisador, trabalhava com zootecnia especialmente com agrostologia, onde demonstrava seus fartos conhecimentos de botânica. Montou ensaios de campo da Fazenda do Tamanduá, da Fundação, hoje Embrapa Hortaliças. Morou na Granja do Torto, na vila dos técnicos da Fundação, até que, ao final dos anos 1970, reingressou na UnB como professor, a convite do professor Roberto Meirelles de Miranda, a quem cabia revitalizar o curso de Engenharia Agronômica. 

Passou a morar na Colina da UnB e a conduzir seus trabalhos de pesquisa na Fazenda Experimental Água Limpa, da UnB

Tínhamos uma excelente sintonia. Ele tinha um bom conceito a meu respeito, o que muito me gratificava. Certa vez ele me disse: "você é o melhor agrônomo da Fundação" (na verdade era isso o que eu pensava dele). Diante de minha expressão de surpresa completou: "não apenas o melhor agrônomo...também a melhor pessoa". Um fato desses é inesquecível e um reforço monumental para a auto-estima de qualquer pessoa. 

Mas Aurino era assim. Extremamente generoso e bem humorado. Pessoas assim a gente jamais pensa em perder.   

Na fotografia, professor Aurino esta à esquerda de quem vê a foto.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial