Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

4.12.10

MONUMENTOS ESQUECIDOS

Por
Bérgson Frota

Não são poucos os monumentos em Fortaleza que carecem de cuidados, restauração e preservação.
Poderia citar a bela rendeira que fica num jardim minúsculo da agência do Banco do Brasil no cruzamento da av. Duque de Caxias com a Rua Barão do Rio Branco, um lugar impróprio para a beleza exótica da escultura, pouco a destacando por ser hoje o espaço pequeno.
Doutra feita em um artigo citei a estátua de uma de nossas mais célebres personagens históricas, Bárbara de Alencar, que infelizmente vim a saber pelos freqüentadores da praça, sempre tem uma garrafa ou um litro posto por vândalos numa das mãos como a beber, isto provando a necessidade de um séria fiscalização ao monumento.
Rachel de Queiroz, quem tem sua estátua de bronze na Praça dos Leões, freqüentemente tem seus óculos roubados, e gomas mascadas nos olhos e ouvidos.
Mas dentre estes citados, o que dá pena é o belo monumento ao vaqueiro na Praça Brigadeiro Eduardo Gomes, em frente à entrada antiga do aeroporto.
Lembro hoje a freqüentar, ainda quando criança o monumento, nos fins da década de 70, quando era uma atração principalmente aos sábados e domingos.
Um parque cheio de árvores frondosas onde durante à noite era ligada uma fonte com quatro jatos altos de água acompanhados também de quatro luminárias de cores diferentes.
Fortaleza tem belos e históricos monumentos, mas não zela com o mesmo afinco por todos.
Quem sabe futuramente possa-se criar um departamento encarregado de zelar, restaurar e conscientizar a preservação destes monumentos que não só pertencem a cidade, mas também são parte da alma da mesma, porque encerram para os seus habitantes um pouco da história coletiva da população, e conseqüentemente a história que se desenvolve individualmente na vida de cada cidadão que nela habita.


( Publicado no O Povo, de Fortaleza-Ce, em 04.12.2010 )

Bérgson Frota, escritor, contista e cronista, é formado em Direito (UNIFOR), Filosofia-Licenciatura (UECE) e Especialista em Metodologia do Ensino Médio e Fundamental (UVA), tem colaborado com os jornais O Povo e Diário do Nordeste, desenvolvendo um trabalho por ele descrito de resgate da memória cultural e produzindo artigos de relevância atual.

7 Comentários:

Blogger Jean Kleber disse...

De volta, o cronista Bérgson Frota segue fiel a seu compromisso com a terra natal, abordando com elegância temas de relavante importância para seus conterrâneos. Desfrutem.

4.12.10  
Anonymous Luciana Gurgel Pereira -estudante de história disse...

Gostei muito deste artigo, nossa cidade (Fortaleza) vem sendo maltratada com a atual administração municipal.A cidade é cheia de buracos e o monumento do vaqueiro quem dera estivesse tão bonito como o da foto. A beira-mar dar pena, as ruas esburacadas,já desapareceram do passeio público três estátuas, a última não faz um mês,de dois metros, uma bela estátua de Apolo, feita de mármore apontando o dedo para o céu.Os jarros de bronze que circundam a praça dos leões vários foram derrubados e como são antigos ficaram rachado no chão e sumiram.Deus salve Fortaleza e seus monumentos.

5.12.10  
Anonymous Pedro Ailton disse...

Parabéns pelo artigo amigo, fico feliz por ter voltado aos jornais e blogs e também por ter se restabelecido, afinal com saúde não se brinca. Um grande abraço.

6.12.10  
Anonymous Luana Moura Lins disse...

Gostaria de elogiar o autor pelo trabalho, acho que todos fazemos parte desta corrente. De preservar o que é da nossa cidade e também nosso.Seu trabalho mereçe um parabéns dobrado.

7.12.10  
Anonymous Marta Almeida Corepa disse...

Parabéns pelo excelente artigo professor, afinal o que mais sentimos é falta de vozes a protestar contra estes abusos feitos ao patrimônio cultural de Fortaleza.

8.12.10  
Anonymous Carlos Alberto disse...

Um grande abraço e felicitações pelo seu retorno a anos brindar com temas de grande relevância. Sua saúde está mil.Um forte abraço de Rondônia.

14.12.10  
Anonymous Lurdinha disse...

Parabéns Bérgson, estou feliz por ter voltado e com este belo trabalho.Um beijo.

16.12.10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial