Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

17.8.13

Poema de Quintino Cunha sobre o Encontro das Águas na Amazônia

Por     Quintino Cunha
.
"Vê bem, Maria aqui se  cruzam: este
É o Rio Negro, aquele é o Solimões.
Vê bem como este contra aquele investe,
como a saudade com as recordações.
.....
Se estes dois rios fôssemos, Maria,
Todas as vezes que nos encontramos,
Que Amazonas de amor não sairia,
De mim, de ti, de nós que nos amamos."


Foto do encontro das águas : Facebook Save The Amazonas


José Quintino da Cunha. Poeta boêmio, viveu sempre em dificuldades financeiras e passou por vários casamentos. Assíduo freqüentador das rodas de bate-papo na Praça do Ferreira, no Passeio Público, nos antigos cafés Java, Art nouveau, Glória e Riche, declamava versos e discutia sobre arte, literatura e política. Advogado, aceitava os casos mais difíceis de defesa e mesmo assim, conseguia sucesso. Pertenceu a Academia Cearense de Letras onde ocupou a cadeira número 29  e, na política, foi Deputado Estadual (1913-1914), ocasião em que defendia fervorosamente a melhoria da instrução do povo e onde lutou contra a extinção da Faculdade de Direito, então cogitada na Assembléia. Gênio do improviso, mestre inconteste da ironia cáustica, irreverente, corajosa, do melhor humorismo artístico e existencial cearense, faleceu em sua casa, na Av. Visconde do Rio Branco, 3312.

Fonte do currículo:  site www.enciclopedianordeste.com.br

Foto do poeta: site www.academia-alace.com.br

2 Comentários:

Blogger Os Recantos de Tereza disse...

Belo poema deste cearense irreverente mas de uma sensibilidade ímpar. Parabéns Jean Kleber, por resgatar em seu blog estes grandes poetas e cidadãos cearenses. Depois desta postagem, me deu vontade de pesquisar mais sobre os poetas cearenses da época de nossos pais.
Forte abraço,
Tereza Mourão

17.8.13  
Blogger Jean Kleber disse...

Obrigado Tereza!
Realmente é um grande prazer enaltecer este brilhante poeta cearense!

17.8.13  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial