Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

6.1.13

EU PASSANDO BEM OU MAL NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO

POR
GONÇALO FELIPE



ESTOU NA GRANDE CIDADE 
BONITA POR NATUREZA.
MAS DO SERTÃO,COM CERTEZA
VIVO SENTINDO SAUDADE.
LÁ TEM MAIS SIMPLICIDADE
SUA PRÓPRIA EDUCAÇÃO
SE SENTE O CALOR DO CHÃO
TER SOL QUENTE É NATURAL.
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

PRETENDO VOLTAR DEPOIS
PARA O LUGAR ONDE NASCI
E NA CASA ONDE VIVI
COMER FEIJÃO COM ARROZ
AGORA SOMENTE DOIS
POUCO ACENDE O FOGÃO
VOU PEGAR UM AVIÃO
PRA MINHA TERRA NATAL
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

AQUI TEM RÁDIO E CINEMAS,
TELEVISÕES E IGREJA.
MAS A TERRA SERTANEJA
PARA MIM É UM POEMA
O CANTO DA SIRIEMA 
É A MAIS BONITA CANÇÃO
PINTO PIANDO EM OITÃO
VACA MUGINDO EM CURRAL.
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

EU SEI QUE AQUI TEM CEASA, 
QUE VENDE A FRUTA MADURA
MAS, GOSTO MAIS DA NATURA
DO QUINTAL DA MINHA CASA
COMER A CARNE NA BRASA
TOSTADA PELO TIÇÃO
ARROZ PELADO EM PILÃO
E BEBER ÁGUA NATURAL.
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

TENHO UMA VIDA AGITADA
DENTRO DA GRANDE CIDADE
QUE SÓ AUMENTA A SAUDADE
DA MINHA ANTIGA MORADA
O ROMPER DA ALVORADA
DO SOL TRAZENDO O CLARÃO
QUE VEM ATINGINDO O CHÃO
COM RAIOS DE OURO E CRISTAL
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO

LEMBRO DAQUELES CAMINHOS
ONDE PASSAM CAÇADORES
SE SENTE CHEIRO DE FLORES
NEM LEMBRA SE ESTÁ SOZINHO
ESCUTA-SE UM PASSARINHO
NA SUA DÓCIL CANÇÃO
FAZENDO UMA GRAVAÇÃO
NO DISCO DO VEGETAL
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

AQUI TUDO É BARULHENTO:
É CARRO, TREM E METRÔR
ISSO NUNCA ME AGRADOU
BONITO É A VOZ DO VENTO
ONDE O TRANSPORTE É JUMENTO
OU MOTO E CAMINHÃO
E QUEM TEM MAIS CONDIÇÃO
ANDA DE ANTIGA RURAL
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

AQUI O COMÉRCIO ILUDE
O TRANSITO É AGITADO
QUERO VOLTAR PARA O ROÇADO
E TOMAR MEU BANHO DE AÇUDE
LÁ O HOMEM TEM SAÚDE
MAIS FORÇA E DISPOSIÇÃO
FINDA MORRENDO ANCIÃO
SEM TOMAR UM MELHORAL
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

MINHA TERRA VERDADEIRA
TEM MUSA BALSAQUEANA
MULHER INTERIORANA
É A MAIS TRABALHADEIRA
COM AJUDA DE PARTEIRA
DAR A LUZ AO SEU PAGÃO
SEM TOMAR UMA INJEÇÃO
E SEM FAZER PRÉ-NATAL.
EU PASSANDO BEM OU MAL
NÃO ESQUEÇO O MEU SERTÃO.

***
Gonçalo Felipe é o prestigiado poeta de Nova Russas que nos brinda com poesias sobre nós, sobre Ipueiras, sobre nosso pé de serra, enfim sobre a vida de todos nós.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial