Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

11.6.12

BRIGUEI COM SANTO ANTÔNIO



BRIGUEI COM SANTO ANTÔNIO

*Texto de Dalinha Catunda

A Santo Antônio pedi
Com fé um bom casamento.
Parece que meu pedido
Caiu no esquecimento.
O desatento do Santo
Se lixou para o meu pranto

Nem ligou pro meu tormento.
*
Minha raiva foi crescendo
Do santo casamenteiro.
Cheguei mesmo a insultar
Xingando de embusteiro.
Se Santo Antônio soubesse
O tanto que fiz de prece...
Me atenderia primeiro!
*
O tempo foi se passando
Eu ficando no caritó...
O Santinho do pau oco,
Não tinha um pingo de dó!
Cometi um desatino
Roubei do Santo o menino
E ele também ficou só.
*
Agora perdi a pressa
E também a esperança
Santo que não me atende
Eu não faço mais cobrança
Esse é meu procedimento:
Eu fico sem casamento
E ele fica sem criança!
*
Maria de Lourdes Aragão Catundanascida em Ipueiras-Ceará, é conhecida nos meios literários como Dalinha Catunda, é poetisa, cordelista e cronista, sendo membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Também tem blog próprio cantinhodadalinha.blogspot.com.


2 Comentários:

Blogger Dalinha Catunda disse...

Olá Jean Kleber,
Tempos de festas juninas e de nossas tradições e as saudades batendo dos tempos passados. É das lembranças das simpatias e dos tempos de fogueiras que nascem estes poemas.
Obrigada por esta e outras postagens

11.6.12  
Blogger Jean Kleber disse...

Belo trabalho, amiga!
Bjs
Jean e Heloísa

14.6.12  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial