Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

20.4.10

LADY LAURA, 17 DE ABRIL DE 2010

Por
Jean Kleber Mattos
.
A mãe do cantor Roberto Carlos, D. Laura Moreira Braga, aos 96 anos, fez a passagem neste sábado, dia 17 de abril de 2010, às 18h20min, no Hospital Copa D´Or no Rio de Janeiro, por complicações do aparelho respiratório. O fato se deu dois dias antes do aniversário do cantor, que completou 69 anos a 19 de abril.
.
Uma vida longa a de D. Laura, considerando a atual expectativa de vida da mulher brasileira.
.
Ao ver a fotos nos jornais de hoje, dia 20 de abril, mostrando o cantor abatido apoiado no caixão branco da mãe, compartilhei sua dor, que é imensa. Todos nós que perdemos a mãe sabemos disso.
.
Dona Laura ficou imortalizada, como diz a imprensa, pela bela canção "Lady Laura", que Roberto Carlos interpreta em sua homenagem com brilhantismo.
.
Essa canção, que acho linda, foi uma das que embalaram minha geração (tenho 65 anos).
.
Após a primeira audição da música, D. Laura ficou sendo a mãe encantada de todos nós, os fãs de Roberto.
.
Com a passagem de D. Laura, mais um pouco de nosso sonho de juventude se esvai. Ela era um dos símbolos de nossa experiência de juventude. Era a mãe do rei. Mais um símbolo da beleza que conseguiamos construir naqueles tempos.
.
Desta forma, é natural que eu tenha chorado ao saber de sua passagem.
..
Para quem não lembra, os versos são esses:

LADY LAURA
Autor: Roberto Carlos
.
Tenho às vezes vontade de ser
Novamente um menino
E na hora do meu desespero
Gritar por você
*
Te pedir que me abrace
E me leve de volta pra casa
Que me conte uma história bonita
E me faça dormir
*
Só queria ouvir sua voz
Me dizendo sorrindo:
Aproveite o seu tempo
Você ainda é um menino
*
Apesar da distância e do tempo
Eu não posso esconder
Tudo isso eu às vezes preciso
Escutar de você
*
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conte uma história
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura
*
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura
*
Quantas vezes me sinto perdido
No meio da noite
Com problemas e angústias
Que só gente grande é que tem
*
Me afagando os cabelos
Você certamente diria:
Amanhã de manhã
Você vai se sair muito bem
*
Quando eu era criança
Podia chorar nos seus braços
E ouvir tanta coisa bonita
Na minha aflição
*
Nos momentos alegres
Sentado ao seu lado sorria
E nas horas difíceis podia
Apertar sua mão
*
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conte uma história
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura
*
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura
*
Tenho às vezes vontade
De ser novamente um menino
Muito embora você sempre ache
Que eu ainda sou
*
Toda vez que te abraço
E te beijo sem nada dizer
Você diz tudo que eu preciso
Escutar de você
*
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conte uma história
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura
*
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura, me beije outra vez
Lady Laura,
*
Lady Laura, Lady Laura, Lady Laura,
Lady Laura, Lady, Lady, Lady Laura, Lady Laura
..
... .
FOTO: site contigo.abril.com.br/imagem/as10coisas/roberto-carlos/roberto-carlos-10.jpg
_______________________________________
Jean Kleber de Abreu Mattos, cearense, nascido em Fortaleza, viveu em Ipueiras dos dois aos oito anos de idade. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco. Atualmente é professor da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

2 Comentários:

Blogger A R Gurgel disse...

Boa tarde professor! Como eu cantei e me encantei Lady Laura! Cantar esses versos era sentir-se um pouco filhos(as) da mãe do Rei e também uma forma de chamar a nossa mãe de lady. Uma bela e justa e homenagem. Afetuoso abraço.

20.4.10  
Blogger Dalinha Catunda disse...

Emocionante, Jean Kleber,

Realmente, Lady Laura foi sinônimo de mãe. E para os filhos migrantes essa conção era hino.
Muito boa sua crônica.
Um abraço,
Dalinha

20.4.10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial