Suaveolens

Este blog foi criado por um cearense apaixonado por plantas medicinais e por sua terra natal. O título Suaveolens é uma homenagem a Hyptis suaveolens uma planta medicinal e cheirosa chamada Bamburral no Ceará, e Hortelã do Mato em Brasília. Consultora Técnica: VANESSA DA SILVA MATTOS

Minha foto
Nome:
Local: Brasília, Distrito Federal, Brazil

Cearense, nascido em Fortaleza, no Ceará. Criado em Ipueiras, no mesmo estado até os oito anos. Foi universitário de agronomia em Fortaleza e em Recife. Formou-se em Pernambuco, na Universidade Rural. Obteve o título de Mestre em Microbiologia dos Solos pelo Instituto de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco. Também obteve o Mestrado e o Doutorado em Fitopatologia pela Universidade de Brasília. Atualmente é pesquisador colaborador da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília.

5.2.11

SERTÃO VERDE


Por
Dalinha Catunda


O sabiasal florou,
A jurema enverdeceu,
Com a chuva na caatinga,
O verde reapareceu
A campina verdejante
É deveras deslumbrante
Mostrando seu apogeu.
*
À noite os vagalumes
Brilham na escuridão
O coaxar de sapos
Ecoa na imensidão
Canta sapo, rã e jia,
Demonstrando alegria
De ver chuva no sertão.
*
Na beira do açude
É grande a animação,
A jaçanã e o socó
Estão sempre de plantão.
A garça fica rondando
E o campina voando
Junto com o azulão.
*
Quando a caatinga brota,
Brota o encanto também
O canto do galo bem cedo
Me enleva, me leva além.
A alegria é constante
Na campina verdejante
Onde a chuva só faz bem.

*

Foto do sítio de Dalinha Catunda em Ipueiras, no Ceará.

Maria de Lourdes Aragão Catunda – Poetisa, Escritora e Cordelista. Nascida e criada em Ipueiras-CE, conhecida popularmente como Dalinha Catunda, vive atualmente no Rio de Janeiro. Publica nos jornais "Diário do Nordeste" e "O Povo", nas revistas "Cidade Universidade" e "Municípios" e nos blogs: Primeira Coluna, Ipueiras e Ethos-Paidéia. É membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. É co-gestora convidada do blog Suaveolens, além de ter blog próprio: (cantinhodadalinha.blogspot).

2 Comentários:

Blogger Jean Kleber disse...

De volta minha amiga poetisa. Sertão verde...que beleza!
Dalinha, um abração!

5.2.11  
Anonymous Bérgson Frota disse...

DALINHA SEMPRE A NOS BRINDAR COM SUA ARTE POÉTICA.

6.2.11  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial